A Escola Municipal Nossa Senhora Do Perpétuo Socorro Excluiu Ou Incluiu Os Estudantes Surdos?

Educação Inclusiva é um dos maiores desafios da sociedade. Ela envolve muito mais que a pessoa com deficiência, envolve também a família, a escola e a sociedade. Por isso falaremos um pouco da inclusão de estudantes com deficiência na classe regular na escola do campo Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, especificamente a criança surda. Com esta pesquisa, buscamos analisar se estamos incluindo ou excluindo, principalmente porque escola/educadores estão despreparados para atender a essa clientela. Pretende-se avaliar como se processa a inserção desses estudantes. Acreditamos que essa realidade traz impactos negativos em relação às possibilidades de interação, comunicação e construção de conhecimento desses estudantes. No transcorrer da história da educação, se caracterizou uma educação onde a escolarização é privilégio de poucos, onde a exclusão foi legitimada nas políticas e práticas educacionais. Ao evidenciar o paradoxo inclusão/exclusão durante o processo de democratização da educação, universaliza-se o acesso, mas continuam excluindo indivíduos e grupos considerados fora dos padrões normais da escola. As escolas do campo só por estarem distantes da sede do município já são excluídas, imagine os estudantes com deficiência das mesmas.