As políticas públicas inclusivas e suas contribuições para o ingresso de alunos com deficiência na rede municipal de Uberlândia

Com o avanço das políticas inclusivas, principalmente no final do século XX e século XXI, lideradas por órgãos internacionais como a ONU e a UNESCO, é defendido direitos basilares de uma educação para todos, valorizando uma formação voltada à cidadania. Nesse sentido, o presente trabalho tem como objetivos, pontuar como as políticas educacionais inclusivas se apresentam nos documentos legais, buscando perceber suas contribuições, verificar quantitativamente sua concretização no que se refere ao número de matrículas na Rede Municipal de Uberlândia nos últimos anos de alunos com deficiência. Para tanto, realizou-se uma pesquisa documental e bibliográfica, contemplando a legislação internacional e nacional referente às políticas educacionais inclusivas, bem como o levantamento, a partir dos dados do Censo da Educação Básica (2010 -2017), do número de matrículas de alunos das escolas municipais de Uberlândia. Os resultados apontam para um norteamento dessas políticas no que tange ao acesso e permanência de alunos com deficiência garantindo a escolarização em classes comuns, e de atendimentos complementares, como o AEE e seus avanços em relação ao número crescente dessas matrículas na Rede Municipal de Uberlândia indicando os efeitos positivos das políticas educacionais inclusivas de acesso às escolas regulares.

PALAVRAS-CHAVE: Inclusão. Políticas educacionais inclusivas. Pessoas com deficiência.