Bullying: transtornos psicológicos e seus efeitos no ambiente escolar

Este artigo abrange a temática bullying e sua manifestação na escola, abordando as consequências sociais e psicológicas; a responsabilidade que pais e professores têm, tanto no ambiente escolar como familiar, e as possibilidades de ações e tarefas de conscientização dos jovens para com os seus atos. Os estudos partiram de uma investigação e análise utilizando-se de pesquisa bibliográfica para elucidar sobre os conceitos e princípios do fenômeno bullying a partir de teóricos como Cléo Fante, Ana Beatriz Barbosa Silva e Lopes Neto que tratam do assunto e uma pesquisa de campo desenvolvida em uma escola de ensino fundamental para identificar a violência causada por sua prática e verificar de que forma se manifesta nas escolas e a visão que possuem a seu respeito. Devido à observação de atos de violência, de excesso de apelidos pejorativos aliados a baixo rendimento escolar dos alunos vítimas de
“brincadeiras” é que surgiu o interesse e a motivação para explorar o tema bullying no espaço escolar. Há existência, mesmo que velada, do bullying na escola e, que o professor deve estar atento às ações e reações de seus alunos para que possa auxiliá-los na busca pela solução de seus problemas. A escola precisa investir na formação continuada de professores e funcionários para identificar e atender os alunos que sofrem e/ou praticam o bullying.
Palavras chaves: Bullying, violência escolar, intervenção.