Evidências entre a ivermectina e a toxicidade em cães

O objetivo do presente estudo foi identificar na literatura científica relatos de evidências da relação da ivermectina com a toxicidade em cães. A metodologia realizada foi feita através de uma revisão integrativa da literatura por meio dos descritores: dog diseases, ivermectin e toxicity. Como critérios de inclusão, foram definidos artigos publicados em inglês que tivessem evidências entre a ivermectina e a toxicidade em cães. Como critério de exclusão, sem acesso a textos completos online gratuitos, artigos repetidos ou em outros idiomas. Não houve restrições quanto ao período de publicação, sendo utilizados 7 manuscritos da base de dados MEDLINE. A partir da leitura e análise crítica dos manuscritos, os resultados encontrados foram referentes à resposta individual de animais de raças sensíveis frente à terapia com a ivermectina em comparação com as demais raças e espécies não sensíveis, a relação da causa e o desenvolvimento dos sinais clínicos intitulados em cada caso clínico, a questão da presença do gene de mutação influenciando no curso do quadro clínico e na eficácia do tratamento e as opções de tratamento mencionadas na literatura com suas vantagens e desvantagens. Ressalta-se a importância de estudos como este e a divulgação e publicação de mais artigos na área para maior conhecimento e consciência do uso da ivermectina, evitando assim casos futuros de intoxicações e reforçando a importância de utilizar meios alternativos de tratamento.
Palavras-chave: Doenças do cão. Ivermectina. Toxicidade.