Percepção do Enfermeiro acerca do cuidado paliativo em pacientes terminais

O presente estudo tem por objetivo conhecer a percepção de enfermeiro acerca do cuidado paliativo em paciente terminal. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica de caráter exploratório, retrospectivo e descritivo sobre com a percepção do Enfermeiro acerca do cuidado paliativo em pacientes cuja doença está fora das possibilidades de cura, além da identificação dos principais fatores associados a tal circunstância, e assim fazer uma análise dos resultados obtidos em estudos. Foram selecionados e analisados 18 artigos que envolvessem a temática da pesquisa no período de 2007 a 2016, pesquisados no banco de dados eletrônico da biblioteca virtual em saúde. O processo de adoecimento acarreta no contexto das experiências pessoais a busca por uma possibilidade transfiguradora: a cura. Assim, mediante negação da morte, tanto pelo paciente, quanto pela família, é indispensável à formação de um vínculo de ajuda de conflitos, do profissional, paciente e família, diante da situação terminal. Por isso, assistir o paciente no processo de morte requer do profissional um preparo físico e psicológico. É ainda importante que enfermeiro que lida com pacientes terminais, em cuidados paliativos, tenha uma visão humanizada com proposito de garantir a efetividade da assistência prestada. Julga-se necessária a identificação dos pontos de vista e do conhecimento desses profissionais sobre pacientes que se encontram fora das possibilidades terapêuticas de cura e importância do cuidado paliativo trouxe um diagnóstico valioso, possibilitando o encontro das necessidades e dos aspectos que precisam receber nessa assistência, principalmente no que se refere ao conhecimento e informação.