Pré-Natal Tardio em Gestantes HIV Positivas: Implicações Biológicas e Psicológicas

O presente estudo tem por objetivo avaliar evidências disponíveis na literatura sobre as implicações biológicas e psicológicas em gestantes HIV positivas durante uma assistência pré-natal feita tardiamente. Métodos: Trata-se de uma pesquisa bibliográfica de caráter exploratório, respectivo e descritivo sobre a identificação dos fatores físicos e psíquicos associados à adesão tardia ao serviço de atendimento pré-natal em gestantes soropositivas para o HIV. Foram selecionados e analisados 13 artigos que envolvessem a temática da pesquisa no período de 2002 a 2016, pesquisados no banco de dados eletrônico da biblioteca virtual em saúde. Resultados: o percentual de mulher infectadas pelo HIV vem crescendo gradualmente. A falta de uma busca precoce da atenção pré-natal ocasiona um risco de aumento da Transmissão Materno-infantil (TMI), além do aparecimento de doenças oportunistas que interferem na saúde materno/neonatal. Além disso, a vida das mulheres grávidas que lidam com HIV, é marcada por sentimentos intensos de medo e culpa pela possível transmissão para o bebê, e também da própria morte e impossibilidade de acompanhar o crescimento dos filhos. Considerações finais: Julga-se necessária a identificação dos pontos de vista e do conhecimento desse grupo sobre o HIV e importância do pré-natal trouxe um diagnóstico valioso, possibilitando o encontro das necessidades e dos aspectos que precisam receber na assistência pré-natal, principalmente no que se refere ao conhecimento e informação.