Risco Ocupacional em Urgência e Emergência: Uma Abordagem ao Trabalho da Equipe de Enfermagem

Os trabalhadores das unidades de Urgência e Emergência, durante as atividades peculiares à sua função estão expostos a riscos ocupacionais constantes, como risco biológico, físico, químico, psicossocial e ergonômico. Nessa perspectiva esse estudo justifica-se, pela relevância da possibilidade de conhecimento no intuito dos profissionais intervirem em situações potenciais de dano à própria saúde e integridade física de toda equipe. Diante dessas considerações, o objetivo primário deste artigo foi realizar uma análise reflexiva sobre os riscos ocupacionais em urgência e emergência considerando a abordagem do trabalho da equipe de enfermagem e como objetivos secundários identificar os tipos de riscos ocupacionais que a equipe de enfermagem enfrenta, analisar o processo de saúde e trabalho identificando medidas de proteção à saúde e destacar o compromisso da gestão com medidas de proteção a saúde do trabalhador através de referências bibliográficas. O presente estudo trata-se de uma revisão integrativa da literatura de caráter analítico descritível e estruturada, objetivando identificar produções científicas sobre risco ocupacional em urgência e emergência com abordagem ao trabalho da equipe de enfermagem, através de levantamento bibliográfico de estudos publicados no período de janeiro de 2010 a agosto de 2018. Através da análise de dados é possível perceber que para um trabalho com ações seguras requer um olhar diferenciado e para que atenda essas necessidades devem-se considerar as especifidades, para o planejamento estratégico e implantação de uma cultura de segurança na unidade frente aos variados riscos com apoio da gestão, vislumbrando um ambiente de trabalho que preze pela saúde dos colaboradores.