Sidonie Csillag: A mulher para além da ‘jovem homossexual’ de Freud

Freud foi um precursor de seu tempo no que se refere à sexualidade no âmbito da Psicologia. Com o advento da Psicanálise, postulou variados conceitos e teorias, dentre eles, acerca da homossexualidade feminina, em seu caso “Sobre a Psicogênese de um Caso de Homossexualidade Feminina” (1920), caso de Sidonie Csillag, que teve seu nome preservado até a publicação de sua biografia. O tema da homossexualidade feminina é preterido em relação à masculina, mesmo dentro do campo psicanalítico; por este motivo e pela invisibilidade social e científica sobre o tema, este trabalho objetiva realizar uma pesquisa teórica, delimitada como estudo de caso único a respeito de Sidonie Csillag, utilizando-se para tal sua biografia (RIEDER; VOIGT, 2008) e a publicação de Freud (1920). As contribuições de Azevedo (2013) e Pickmann (2005) permitem apreender aspectos do caso que são essenciais para se questionar a existência e a compreensão psicanalítica da homossexualidade feminina na contemporaneidade.