JOGOS DE VERTIGEM: POSSÍVEIS INTERVENÇÕES PEDAGÓGICAS

Dimitri Wuo Pereira; Cassio Martins; Gustavo Alves Vinand Kozlowsk de Farias; Marcelo Paraíso Alves

A Educação Física escolar é criticada pela exclusividade esportiva e pela pouca variedade de práticas que se apresentam como conteúdo. Porém, ela é composta por uma vasta cultura de movimentos corporais que são fruto da história da humanidade e dos hábitos que se criam de acordo com as transformações sociais. Os jogos de vertigem podem renovar este cenário. Este estudo analisou como estudantes e professores de Educação Física a partir de uma experiência com jogos de vertigem compreendem essas atividades e interpretam-nas para uma possível inclusão como conteúdo das aulas. Verificou-se que os jogos de vertigem podem ser inseridos na escola, desde que respeitados os limites dos educandos e o uso de procedimentos de segurança adequados, gerando motivação, alegria, cooperação e superação, que podem ser desenvolvidos num clima de ludicidade e criatividade na escola.

Participe você também da maior rede acadêmica da Educação Física Escolar. Entre em contato se tiver mais dúvidas.

rebescolar@rebescolar,com

 

Tel. +55 (11) 98508-7766

  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon

Bottom

Top