O “BOM PROFESSOR” DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA PERSPECTIVA DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE UMA ESCOLA PÚBLICA DA CIDADE DE SIQUEIRA CAMPOS/PR

Luiz Henrique Gouveia; Thailer Lincon de Oliveira Pagani; Marco Aurélio Gonçalves Nóbrega dos Santos

Resumo

Características de um docente para considerá-lo ou não "bom professor" é de suma importância para a reconstrução da ação pedagógica, uma vez que os alunos demostram maior senso crítico em relação as práticas pedagógicas. O objetivo foi caracterizar a prática do bom professor de Educação Física na perspectiva de alunos do Ensino Médio de uma escola pública em Siqueira Campos-PR. Utilizamos como instrumento para coleta de dados um questionário adaptado com questões fechadas para 81 alunos Ensino Médio. Os resultados revelaram que as principais características que consideram ser o “bom professor” foram: domínio de conteúdo; honesto; qualificado; bem organizado; compreensivo; bom ouvinte; que dá apoio; respeita os alunos; criativo; bem humorado e promove o diálogo. Diante das mais diversas dificuldades que o docente encontra na sua carreira para exercer sua função podemos concluir que o bom professor se enquadra dentro dessas características consideradas fundamentais no processo de seu exercício profissional.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


ALBERTINO, F. M.; DIAS, C. L. Formação continuada do professor e a contribuição para o aprimoramento da qualidade no processo ensino e aprendizagem. Colloquium Humanarum. vol. 14, n. Especial, p. 375-382, 2017.

ALVES, A.; MIGUEL, C.; CARVALHO, R. Como aprecio o professor de Educação Física? Questionário de qualificação da satisfação do aluno em relação ao professor de Educação Física. EFDeportes. s/v, n. 131, s/p, 2009. Disponível em: https://www.efdeportes.com/efd131/satisfacao-do-aluno-professor-de-educacao-fisica.htm. Acesso em 18 de Agosto de 2019.

AZEVEDO, R. R.; BERGMANN, G. G. O esporte e o seu protagonismo na Educação Física escolar: experiência e reflexões do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência. DO CORPO: Ciências e Artes. v. 1, n. 3, p. 1-9, 2013.

BATISTA, P. M. F. Discursos sobre a Competência - contributo para a (re)construção de um conceito de competência aplicável ao profissional do desporto. Dissertação (Doutorado em Ciências do Desporto). Universidade do Porto, Porto, 2008.

BRACHT, V. A constituição das teorias pedagógicas da Educação Física. Caderno CEDES, ano XIX, n. 48, p.69-89, 2003.

BULGRAEN, V. C. O papel do professor e sua mediação nos processos de elaboração do conhecimento. Revista Conteúdo. v. 1, n. 4, p.30-38, 2010.

CABALÍN, S. D.; NAVARRO, H. N. Conceptualización de los estudiantes sobre el buen profesor universitario en las carreras de la salud de la Universidad de La Frontera-Chile. International Journal of Morphology. Vol. 26, nº 4, p. 887-892. 2008.

CANESTRARO, J. F.; ZULAI, L. C.; KOGUT, M. C. Principais dificuldades que o professor de educação física enfrenta no processo ensino-aprendizagem do ensino fundamental e sua influencia no trabalho escolar. Anais do VIII Congresso Nacional de Educação-EDUCERE. s/v, s/n, p. 12327-12336. Curitiba, 2008. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2008/872_401.pdf. Acesso em 18 de Agosto de 2019.

CARLAN, P.; KUNZ, E.; FENSTERSEIFER, P. E. O esporte como conteúdo da Educação Física escolar: estudo de caso de uma prática pedagógica "inovadora". Movimento. v. 18, n. 4, p. 55-75, 2012.

COSTA, L. C. A.; NASCIMENTO, J. V. O "bom" professor de Educação Física: possibilidades para a competência profissional. Revista da Educação Física/UEM. Maringá, v.20, n.1, p. 17-24, 2009.

CUNHA, A. C. Representação do "bom" professor: o "bom" professor em geral e o "bom" professor de Educação Física em particular. Educação em Revista. Marília, v. 11, n. 2, p. 41-52, 2010.

CUNHA, M. I. Docência na universidade, cultura e avaliação institucional: saberes silenciados em questão. Revista Brasileira de Educação. v. 11 n. 32, p. 258-371, 2006.

CUNHA, M. I. O bom professor e sua prática. 10 ed. São Paulo: Papirus, 2000.

DARIDO, S. C.; GASPARI, T. C.; SOUZA JUNIOR, O.; MACIEL, V.; IMPOLCETTO, F.; VENANCIO, L.; ROSARIO L. F.; IORIO, L.; THOMMAZO, A. D. Realidade dos professores de educação física na escola: suas dificuldades e sugestões. Revista Mineira de Educação Física. Viçosa, v. 14, n. 1, p. 109-137, 2006.

DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. A. Educação Física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2005.

FAGGION, C. A. A prática docente dos professores de Educação Física no Ensino Médio das escolas públicas de Caxias do Sul. DO CORPO: Ciências e Artes, Caxias do Sul, v. 1, n. 2, p. 1-24. 2012. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/docorpo/article/viewFile/2306/1369. Acesso em 18 de Julho de 2019.

FEITOZA, L. A.; CORNELSEN, J. M.; VALENTE, S. M. P. Representação do bom professor na perspectiva dos alunos de arquivologia. Perspect. ciênc. inf., Belo Horizonte , v. 12, n. 2, p. 158-167, 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141399362007000200010&lng=en&nrm=iso. Acesso em 18 Nov. 2019.

FERREIRA, L. M.; KRUG, H. N. Os bons professores formadores de profissionais de Educação Física: características pessoais, histórias de vida e práticas pedagógicas. Kinesis. Santa Maria, n.24, p.73-96, 2001.

FLEITH, D. S. Criatividade: novos conceitos e idéias, aplicabilidade à educação. Revista Educação Especial. s/v, n.17, p.55-61, 2001. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/5229. Acesso em: 15 de outubro de 2019.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREITAS, D. F.; SILVA, F. D. E. A relação professor-aluno e a questão da ética. Revista de Pesquisa Interdisciplinar. v. 1, Ed. Especial, p.92-98, 2016.

GABRIELLI, J. M. W.; PELÁ, N. T. R. O professor real e o ideal na visão de um grupo de graduandos de enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem USP. Vol. 38, n. 2, p. 168-174. 2004.

GALVÃO, Z. Educação Física escolar: A prática do bom professor. Revista de Educação Física e Desporto. v.1, n.1, p.65-72, 2002.

GARCES, S. B. B.; LAUXEM, S. L.; ANTUNES, F. R. Os saberes docentes na formação dos profissionais de Educação Física. Atos de Pesquisa em Educação. v. 7, n. 1, p. 198-227, 2012.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2006.

GOMES, E. M. F. A importância do planejamento para o sucesso escolar. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Coordenação Pedagógica). Universidade Federal do Tocantins, Porto Nacional, 2011. Disponível em: http://coordenacaoescolagestores.mec.gov.br/uft/file.php/1/moddata/data/1003/1221/2549/Edula_corrigido_ULTIMA_VERSAAO.pdf. Acesso em 15 de Outubro de 2019.
GUTIERREZ, W. História da Educação Física. Porto Alegre, 1972.

HOFFMANN, J. Avaliar para promover: as setas do caminho. Porto Alegre: Mediação, 2001.

KOGUT, M. C. Os conhecimentos de Acadêmicos de Educação Física e sua implicação para a prática docente. Anais do Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul. Caxias do Sul, 2012.

KRUG, R. R.; KRUG, H. N. As características do bom professor na opinião dos acadêmicos da licenciatura em Educação Física do CEFD/UFSM. EFDeportes. s/v, n.126, s/p, 2008.

KRUG, R. R.; KRUG, H. N. Os saberes necessários à prática docente em Educação Física Escolar na percepção dos acadêmicos da Licenciatura em Educação Física do CEFD/UFSM. EFDeportes. s/v, n.150, s/p, 2010.

LIBÂNEO, J.C. Didática. São Paulo: Cortez, 1994.

LÓPEZ, B. G.; PERIS, F. S.; ROS, C. R.; REMESAL, A. F. Estilos docentes de los profesores universitarios. La percepción de los alumnos de los buenos profesores. Revista Iberoamericana de Educación. Vol. 51, nº 4, p. 1-16. 2010.

MACHADO, A. A. Interação: um problema educacional. In: DE LUCCA, E. Psicologia educacional na sala de aula. Jundiai: Litearte, 1995.

MARTÍNEZ, A. C. ¿Cómo es el buen profesor universitario según el alumnado? Revista Española de Pedagogía. Año 68, nº 246, p. 223-242. 2010.

MARTÍNEZ, A. M. A criatividade na escola: três direções de trabalho. Linhas Críticas. v. 8, n. 15, p. 189-206, 2002.

MATTOS, M. G.; NEIRA, M. G. Educação física infantil: construindo o movimento na escola. Guarulhos: Phorte Editora, 2000.

MILEO, T. R.; KOGUT, M. C. A importância da formação continuada do professor de educação física e a influência na prática pedagógica. Anais do IX Congresso Nacional de Educação - EDUCERE e III Encontro Sul Brasileiro de Psicopedagogia. Curitiba, 2009. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2009/3000_1750.pdf. Acesso em 15 de outubro de 2019.

MIRANDA, G. J. Relações entre as qualificações do professor e o desempenho discente nos cursos de graduação em contabilidade no Brasil. Dissertação (Doutorado em Ciências: Concentração em Controladoria e Contabilidade). Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-16032012-190355/publico/GilbertoJoseMirandaVC.pdf. Acesso em: 15 de outubro de 2019.

MONTEIRO, R. G. O bom professor pela ótica do aluno do ensino médio da escola pública e privada. 118 f. Dissertação de Mestrado. PUC: Paraná, 2009.

MOURÃO, R. F.; MARTÍNEZ, A. M. A criatividade do professor: a relação entre o sentido subjetivo da criatividade e a pedagogia de projetos. Psicologia Escolar e Educacional. v. 10, n. 2, p. 263-272, 2006. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/2823/282321819009.pdf. Acesso em: 15 de outubro de 2019.

NEGRINE, A. Corpo na educação infantil. Caxias do Sul: EDUCS, 2002.

NOSSA, V. A necessidade de professores qualificados e atualizados para o ensino da contabilidade. Anais do VI Congresso Brasileiro de Custos. São Paulo, 1999.

OELKE, S. A.; RAITER, G.; MONTAGNOLI, D. A formação do profissional da Educação Física: Algumas perspectivas. Anais do V Congresso Sulbrasileiro de Ciências do Esporte. Santa Catarina, 2010. Disponível em: http://congressos.cbce.org.br/index.php/sulbrasileiro/vcsbce/paper/viewFile/1909/1104. Acesso em: 19 de Agosto de 2019.

OLIVEIRA, K. R. E.; BRAGA, E. M. O desenvolvimento das habilidades comunicativas e a atuação do professor na perspectiva do aluno de enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem da USP. v. 50, s/n, p. 32-38, 2016.

PACHANE, G. G. Quem é seu melhor professor universitário e por quê? Características do bom professor universitário sob o olhar de licenciandos. Educação. v. 37, n. 2, p. 307-320, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/2926/3242. Acesso em: 15 de outubro de 2019.

PAIXÃO, J. A.; SOUZA, E. E.; SOUSA, J. T.; LUCIA, E. M. D. A Prática Do Bom Professor Na Formação Inicial: Uma Análise Na Perspectiva De Acadêmicos Do Curso De Licenciatura Em Educação Física. Pensar a Prática. Goiânia, v. 21, n. 4, p. 751-761, 2018.
pedagógica nas quintas séries. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, USP, São Paulo, 1992.

PEREIRA, F. M. Dialética da cultura física: introdução à crítica da Educação Física do esporte e da recreação. São Paulo: Ícone, 1988.

PIMENTA, S. G. Formação de professores - saberes da docência e identidade do professor. R. Fac. Educ. n. 1, p. 72-89, 1996.

PUENTES, R. V.; AQUINO, O. F.; QUILLICI NETO, A. Profissionalização dos professores: conhecimentos, saberes e competências necessárias à docência. Educar. Curitiba, n. 34, p. 169-184, 2009.

QUADROS, A. L.; MORTIMER, E. F. Fatores que tornam o professor de ensino superior bem-sucedido: analisando um caso. Ciência & Educação. v. 20, n. 1, p. 259-278, 2014. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/2510/251030165016.pdf. Acesso em: 15 de outubro de 2019.

RANGEL, M. Representações e reflexões sobre o “bom professor”. Rio de Janeiro: Vozes, 1994.

REQUIA, R. A relação entre a motivação e desempenho escolar em alunos dos anos iniciais do ensino fundamental: Um estudo na Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre Gabriel Bolzan. Dissertação (Mestrado em Gestão de Organizações Públicas). Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/4750/REQUIA%2C%20ROSECLER.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 19 de Agosto de 2019.

ROSÁRIO, L. F. R.; DARIDO, S. C. A sistematização dos conteúdos da Educação Física na escola: a perspectiva dos professores experientes. v.11 n.3 p.167-178, 2005. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/78/58. Acesso em 26 de agosto de 2019.

SANTOS, J.; OLIVEIRA, E. L. As contribuições do esporte para a Educação Física Escolar. Revista Educação Física UNIFAFIBE. v.3, n.1, p.39-53, 2015.

SANTOS, L. L.; RIBEIRO, J. A. B.; SILVA, P. R. L.; PEREIRA, O. A.; ILHA, F. R. S.; AFONSO, M. R. O bom professor de Educação Física na visão de acadêmicos de licenciatura. Motrivivência. v.31, n.60, p.01-18, 2019.

SARTORI, A. Formação do professor em serviço: da (re) construção teórica e da ressignificação da prática. Dissertação (Doutorado em Educação). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/16914/000708034.pdf?sequence=1. Acesso em 09 de Setembro de 2019.

SBRISSIA, A. P. A.; KOGUT, M. C. A Carreira de um Docente Considerado Bom Professor. Anais do XII Congresso Nacional da Educação - EDUCERE. Curitiba, 2015. Disponível em: http://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/16815_8193.pdf. Acesso em 18 de Agosto de 2019.

SCHEWTSCHIK, A. O planejamento de aula: um instrumento de garantia de aprendizagem. Anais do XIII Congresso Nacional de Educação - EDUCERE. Curitiba, 2017.

SOMARIVA, J. F. G.; VASCONCELLOS, D. I. C.; JESUS, T. V. As dificuldades enfrentadas pelos professores de Educação Física das escolas públicas do munícipio de Braço do Norte. V Simpósio sobre formação de professores. Educação Básica: Desafios frente às desigualdades educacionais. 2013. Disponível em: http://linguagem.unisul.br/paginas/ensino/pos/linguagem/eventos/simfop/artigos_v%20sfp/Jo%C3%A3o_Somariva.pdf. Acesso em 15 de outubro de 2019.

TAGATA, C. M. Ética na pesquisa científica - o papel do professor na construção de um cidadão ético. Revistas de Ciências Jurídicas e Sociais da UNIPAR. v. 11, n. 1, p.115-125, 2008.

TRAMONTIN, R. Professor Ideal e Ideal de Professor. Inédito. Brasília, 2006.

TROMBETA, L. H. A. O. Características do bom professor segundo a percepção de estudantes de Psicologia. Estudos de Psicologia. v. 14, n. 2, p. 71-74, 1997. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v14n2/07.pdf. Acesso em: 15 de outubro de 2019.

VENTURA, M. C. A. A.; NEVES, M. M. A. C.; LAUREIRO, C. R. E. C.; FERREIRA, M. M. F.; CARDOSO, E. M. P. O "bom professor" - opinião dos estudantes. Revista de Enfermagem Referência. v. 3, n. 5, p. 95-102, 2011.

VERAS, R. S.; FERREIRA, S. P. A. A afetividade na relação professor-aluno e suas implicações na aprendizagem, em contexto universitário. Educar em Revista. v. 26, n. 38, p. 219-235, 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v14n2/07.pdf. Acesso em: 15 de outubro de 2019.

VIEIRA, C. C. N.; PADILHA, C. K.; DOMINGUES, M. J. C. S. Características esperadas do professor atuante nos cursos de administração e ciências contábeis. Revista da UNIFEBE. v. 1, n. 12, p. 125-138, 2013. Disponível em: https://periodicos.unifebe.edu.br/index.php/revistaeletronicadaunifebe/article/view/206/93. Acesso em: 15 de outubro de 2019.

Participe você também da maior rede acadêmica da Educação Física Escolar. Entre em contato se tiver mais dúvidas.

rebescolar@rebescolar,com

 

Tel. +55 (11) 98508-7766

©Copyright™ 2014 por REBESCOLAR®
  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon

Bottom

Top