O PLANEJAMENTO DE ENSINO EM UMA ”NOVA” PAISAGEM SOCIAL

João Paulo de Almeida Freitas; Hugo Cesar Bueno Nunes; Marcos Garcia Neira

O trabalho se insere na temática do currículo, tendo como objeto de estudo o planejamento de ensino. Objetivou-se com essa produção, identificar os deslocamentos, as mudanças e os impactos da teorização pós-crítica sobre o planejamento de ensino (PE). Para tanto, optou-se pela utilização de uma pesquisa indireta de cunho bibliográfico. Consideramos que há uma escrita hegemônica acerca do planejamento de ensino, cujas características salientes são racionalidade, eficiência, disciplina e controle. Ao refletir sobre o objeto em tela a partir das contribuições pós-críticas, identificou-se um severo anacronismo do formato vigente e hegemônico do PE perante os modos de vida pós-modernos. Nesse sentido, tensionou-se a ressignificação do PE com vistas a deslocá-lo do campo técnico-racional para um plano filosófico onde a sua escrita seja menos prescritiva e mais perspectivista. O conceito de rizoma criado por Deleuze e Guattari (1995) inspirou a enunciação de uma escrita contra hegemônica do PE e comprometida com a multiplicidade e a diferença. Por fim, o estudo encaminha alguns aconselhamentos para uma escrita rizomática do PE com o cuidado de não prescrever e fechar os horizontes dos significados sobre o objeto de estudo.

Participe você também da maior rede acadêmica da Educação Física Escolar. Entre em contato se tiver mais dúvidas.

rebescolar@rebescolar,com

 

Tel. +55 (11) 98508-7766

  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon

Bottom

Top