CULTURA E EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

João Pedro Goes Lopes; Rubens Antonio Gurgel Vieira

O conceito de cultura possui décadas de diversas compreensões e polifonia de significados, se modificando para ideias de cultivo à sinônimo de civilizações desenvolvidas. A antropologia moderna, principalmente após as pesquisas de Geertz (1989), passa a compreender cultura como uma rede de significados que interliga toda a produção da humanidade. Esta compreensão, por sua vez, é ampliada e politizada na produção dos Estudos Culturais, a partir da segunda metade do século XX (ESCOSTESGUY, 1998). Nesta visão cultura é uma arena simbólica de confrontos com repercussões diretas na materialidade que cerca os diversos grupos sociais. Compreendendo a Educação Física Escolar a partir da perspectiva multicultural como uma produção da humanidade e uma arena cultural, este trabalho objetivou discorrer sobre os confrontos que marcaram a história deste componente curricular. Partindo do ponto que a Educação Física não possui uma essência fixa (BRACHT, 1995), mas sim construída pelo tempo e espaço, resgatou-se contextos de produção cultural a fim de demonstrar a Educação Física e seu percurso pelo tempo. Com base na definição antropológica de cultura, e sob a visão dos Estudos Culturais, buscamos conhecer os discursos engendrados por trás das confrontos da Educação Física

Participe você também da maior rede acadêmica da Educação Física Escolar. Entre em contato se tiver mais dúvidas.

rebescolar@rebescolar,com

 

Tel. +55 (11) 98508-7766

  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon

Bottom

Top