LINGUAGEM E EDUCAÇÃO FÍSICA: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O CURRÍCULO CULTURAL

Adriana de Faria Gehres; Marcos Garcia Neira

A Educação Física oficialmente se situa na área Linguagens, tal como indicam os documentos curriculares mais recentes. Com a intenção de agir sobre um possível novo movimento de instrumentalização do componente curricular baseado na linguagem, neste artigo nos propusemos a dialogar com a perspectiva cultural da Educação Física, assumidamente inspirada no pós-estruturalismo. Para tal, investimos no encontro com a literatura que discute a proposta, mais especificamente um texto que debate o posicionamento da Educação Física na área de Linguagens e Códigos. Por meio de um choque dos argumentos que discutem a representação e a materialidade das linguagens, mostramos que no currículo culturalmente orientado da Educação Física não há possibilidade de reconhecimento, reprodução, interpretação ou aplicação. O que há é sempre intervenção, ação e produção com o que está a acontecer.

Participe você também da maior rede acadêmica da Educação Física Escolar. Entre em contato se tiver mais dúvidas.

rebescolar@rebescolar,com

 

Tel. +55 (11) 98508-7766

  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon

Bottom

Top