O BULLYING E SUAS MANIFESTAÇÕES NA ESCOLA: um estudo de caso

Patrícia Michele R. Sobrinho; Paulo Cesar G. Claro; Célio José Borges; Fabrício Moraes de Almeida; rafael Ayres Romanholo

A escola é o ambiente onde a criança e o adolescente conhece pessoas diferentes do meio familiar como os professores e outros estudantes no qual cria laços fortes de carinho e amizade, dessa forma, depois do lar, a escola é o lugar onde o estudante mais gosta de estar. OBJETIVO: verificar as ocorrências, os índices e as consequências do bullying no espaço escolar; observar onde e como acontecem as maiores evidencias de bullying no interior das escolas; verificar a ocorrência do bullying nas aulas de Educação Física. METODOLOGIA: O presente estudo se caracteriza como qualitativo com características de um estudo de caso. Foram coletadas informações sobre as manifestações do bullying com escolares na faixa etária de 6 a 12 anos de idade. A amostra do estudo constituiu-se de 17 (dezessete) respondentes, sendo 14 (catorze) Professores (as) das turmas do Ensino Fundamental I, uma gestora, uma supervisora e uma orientadora da Escola, que trabalham com o Ensino Fundamenta Il, compondo assim o grupo de informantes. RESULTADOS: verificou-se que 34% dos professores responderam que são os apelidos aparecendo 12 (dez) vezes nas respostas; 17% responderam que são os xingamentos aparecendo 06 (seis) vezes cada respostas; 11% disseram que são as agressões físicas aparecendo 04 (quatro) vezes nas respostas. CONCLUSÃO: O reconhecimento prematuro do bullying por pais e professores, é muito importante. Normalmente, as crianças não contam o sofrimento que vivenciam na escola, por terem vergonha e medo de serem repreendidos.

Participe você também da maior rede acadêmica da Educação Física Escolar. Entre em contato se tiver mais dúvidas.

rebescolar@rebescolar,com

 

Tel. +55 (11) 98508-7766

  • White Facebook Icon
  • White YouTube Icon

Bottom

Top